Home / Training / Manuals / Histopatologia do colo uterino - atlas digital / Adenocarcinoma in situ
Histopatologia do colo uterino - atlas digital

Adenocarcinoma in situ  Rechercher Adenocarcinoma in situ

Filter by language: English / Français / Portugues / 中文

Imagem

Estatística

Legenda

Adenocarcinoma in situ: transição nítida entre o epitélio normal (+) e o epitélio endocervical neoplásico (seta).
Adenocarcinoma in situ (esquerda) coexistindo com epitélio endocervical normal (direita).
Adenocarcinoma in situ: substituição do epitélio endocervical normal por um epitélio neoplásico na zona de transformação.
Adenocarcinoma in situ: contraste entre uma glândula normal (esquerda) e uma glândula neoplásica (direita).
Adenocarcinoma papilífero in situ.
Adenocarcinoma papilífero in situ.
Adenocarcinoma in situ originado em adenose.
Adenocarcinoma in situ originado em adenose.
Adenocarcinoma in situ originado em adenose com formação de glândula em glândula.
Adenocarcinoma in situ originado em adenose.
Coexistência de adenocarcinoma in situ (seta) e NIC 3 (estrela).
Adenocarcinoma in situ: alterações celulares acentuadas com mitoses típicas e atípicas.
Coloração com HE: adenocarcinoma endocervical in situ (parte inferior da figura). Mucosa endocervical normal (parte superior da figura). Imunomarcação com anti-p16: intensa marcação do epitélio glandular neoplásico (núcleo e citoplasma, em baixo). O epitélio normal não apresenta marcação (em cima).
Adenocarcinoma endocervical in situ: A1 e A2: Intensa positividade do epitélio neoplásico glandular. O epitélio endocervical normal não apresenta marcação. A transição entre o epitélio normal e neoplásico é abrupta. B1 e B2: A mesma lesão com displasia glandular superficial apresenta pouca imunorreatividade ao p16 (setas).
IARC, 150 Cours Albert Thomas, 69372 Lyon CEDEX 08, France - Tel: +33 (0)4 72 73 84 85 - Fax: +33 (0)4 72 73 85 75
© CIRC 2017 - Tous droits réservés.